Brasileiros apóiam execução de corruptos na China

Enquete realizada pela Folha Online (*) apurou que a maioria dos votantes – 10.534 entre 13.1580 – considerava justa a pena de morte aplicada, na China, aos condenados por corrupção.

A pesquisa foi realizada logo em seguida à execução de Zheng Xiaoyu, chefe da Administração Estatal de Alimentos e Medicamentos chinesa, condenado à morte por ter aceitado o equivalente a R$ 1,6 milhão em pagamento pela aprovação de licenças para novos remédios.

É um resultado surpreendente, mas que felizmente exprime apenas a opinião de uma minoria. A maioria dos brasileiros com certeza apóia o nosso sistema legal, que pune os servidores públicos corruptos de forma muito mais efetivo e – por que não dizer? – cruel.

Aos nossos corruptos é reservado um destino ainda mais temível do que a morte, ou até mesmo a privação da liberdade: são submetidos, sem clemência e inexoravelmente, à tortura psíquica infligida pelo processo penal, com sua tortuosidade formalista e seus infindáveis recursos.

E o que é pior: além de nunca verem um fim para este tormento, vêem os recursos acumulados ilicitamente sangrados sem piedade pelos seus defensores, a tudo isto se somando, em muitos casos, o periódico encarceramento – quando podem ter um pouco de paz -, logo seguido, num requinte de crueldade, pela soltura.

O que não poderíamos ensinar aos chineses!

Porto Alegre, 05 de agosto de 2007.

Carlos Alberto Etcheverry

(*) http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u314386.shtml

Esta entrada foi publicada em Comentários. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>