Multas: uma solução para a má qualidade do transporte coletivo?

A notícia vem da Itália: em Turim, a empresa que gere o transporte público pagará multa aos passageiros pelo atraso superior a quinze minutos, no valor de três euros, importância que poderá ser utilizada em qualquer dos serviços da prestadora de serviços.
Estima-se que essa penalização poderá contribuir para a melhora substancial do serviço.
Talvez pudéssemos um recurso semelhante no Brasil, mas estendendo a penalidade para as hipóteses de superlotação dos meios de transporte.
Uma hemorragia nas receitas pode constituir um forte incentivo para que a população seja tratada decentemente.
Mais forte ainda seria o incentivo se as autoridades responsáveis pela fiscalização das concessionárias desse serviço público fossem condenadas a utilizá-lo para todos os seus deslocamentos.

Esta entrada foi publicada em Comentários. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>